Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6012
Tipo do documento: Dissertação
Título: A ciência na capa: tecendo significações na expansão da cultura científica
Autor: Máximo, Suellen de Freitas 
Primeiro orientador: Freitas, Ítala Clay de Oliveira
Resumo: A pesquisa apresenta a comunicação da ciência nas capas de revistas, constituindo-se a partir de uma leitura relacional, com o objetivo de compreender como a linguagem visual construída pelo design editorial pode tornar possível a geração de significados em esboços de movimentos atratores, constituídos por sistemas. Pode-se afirmar que os resultados desses movimentos semióticos e sistêmicos vêm proporcionar, em certa medida, a expansão da cultura científica contemporânea, considerando as relações das linguagens contidas nas suas representações visuais. O presente estudo delineia-se, metodologicamente, como pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, com base em preceitos teóricos referentes às investigações desenvolvidas a partir da abordagem do Pensamento Complexo e Ecossistêmico. Mais especificamente, buscamos organizar um diálogo entre os pressupostos de Vogt (2006), Kunzler (2004), Prigogine (1996), Lipovetsky (1996) e Luhmann (1999), com os conhecimentos do design editorial, visto aqui enquanto espaço para o entendimento da ciência, em um sistema de visualidade que nos propõe reflexões acerca das formas de expressão e comunicação da ciência. Com essa visão, encaramos não só o processo de significação da ciência, mas também a expansão dessa cultura da comunicação científica como operação social e autopoiética desenvolvida dentro de uma rede e capaz de se autorreproduzir.
Abstract: The research presents the communication of science in the covers of magazines, constituting from a relational reading, with the objective of understanding how the visual language constructed by the editorial design can make possible the generation of meanings in sketches of attractor movements, constituted by Systems. It can be affirmed that the results of these semiotic and systemic movements provide, to a certain extent, the expansion of contemporary scientific culture, considering the relations of the languages contained in their visual representations. The present study is methodologically delineated as a qualitative, descriptive and exploratory research, based on theoretical precepts regarding the research developed from the approach of Complex and Ecosystemic Thinking. More specifically, we seek to organize a dialogue between the assumptions of Vogt (2006), Kunzler (2004), Prigogine (1996), Lipovetsky (1996) and Luhmann (1999), with the knowledge of editorial design, seen here as a space for understanding Of science, in a system of visuality that proposes us reflections about the forms of expression and communication of science. With this vision, we consider not only the process of meaning of science, but also the expansion of this culture of scientific communication as a social and autopoietic operation developed within a network and capable of reproducing itself.
Palavras-chave: Ecossistemas Comunicacionais
Design editorial
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS: COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Informação e Comunicação
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação
Citação: MÁXIMO, Suellen de Freitas. A ciência na capa: tecendo significações na expansão da cultura científica. 2017. 124 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6012
Data de defesa: 29-Jun-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Comunicação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Suellen F. Máximo.pdf91,97 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.