Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5015
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da atividade antimicrobiana e citotóxica da biflorina frente a micro-organismos orais e a uma linhagem de célula cancerígena da cavidade bucal
Autor: Monteiro, Julie Marie Martins 
Primeiro orientador: Magalhães, Karen Regina Carim da Costa
Resumo: Investigações fitoquímicas levaram ao isolamento e caracterização da Biflorina que dentre os compostos já isolados da Capraria biflora, mostrou-se promissora com uma potente atividade antimicrobiana e antitumoral. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a atividade antimicrobiana da biflorina sobre micro-organismos da cavidade bucal e atividade citotóxica sobre linhagem de célula cancerígena da cavidade bucal. A triagem da atividade antimicrobiana da biflorina foi realizada através da técnica de difusão em ágar com os microorganismos Streptococcus mutans ATCC25175, Streptococcus salivarius ATCC7073, Streptococcus oralis ATCC10557 e Lactobacillus paracasei ATCC335. A quantificação desta atividade antimicrobiana foi realizada pela técnica de microdiluição em caldo para determinação da concentração inibitória mínima (CIM). Para avaliação da citotoxicidade sobre linhagem cancerígena da cavidade bucal foi utilizada a linhagem celular CAL-27 e o ensaio de Alamar blue. No teste de difusão em ágar, a biflorina apresentou atividade antimicrobiana frente atodos os micro-organismos avaliados. A maior atividade antimicrobiana foi observada nos ensaios com o Lactobacillus paracasei e a menor nos ensaios com Streptococcus salivarius. Considerando que a biflorina foi ativa frente a todos os micro-organismos testados, determinou-se a concentração inibitória mínima. No teste de microdiluição a biflorina apresentou menor CIM frente ao Streptococcus mutans (MIC=0,70 μg/mL) e Streptococcus salivarius (MIC 3,125 μg/mL). Enquanto a clorexidina a 2% foi eficaz em sua menor diluição (0,015%) sobre todas as bactérias testadas. No teste de citotoxicidade do Alamar blue, o valor da IC50 da Biflorina sobre a CAL-27 em 72 horas foi de 3.69 (3.17 – 4.30μM/mL) e a Doxorrubicina (controle) foi 0.039 (0.036-0.088μg/mL). Os resultados sugerem que a biflorina pode ser incorporada a produtos de uso odontológico e para o tratamento de neoplasias da cavidade oral, porém é necessário dar continuidade aos estudos com esta substância nesta área
Abstract: Phytochemical investigations led to the isolation and characterization of biflorin that among the compounds already isolated from Capraria biflora, showed promise with a powerful antimicrobial and antitumor activity. Therefore, the aim of this study was to evaluate the antimicrobial activity of biflorin on the oral cavity microorganisms and cytotoxic activity on cancer cell lineage of the oral cavity. The screening of antimicrobial activity biflorin was performed by diffusion technique in agar with the microorganisms Streptococcus mutans ATCC25175, Streptococcus salivarius ATCC7073, Streptococcus oralis ATCC10557 and Lactobacillus paracasei ATCC335. The quantification of the antimicrobial activity was performed by broth microdilution technique to determine the minimum inhibitory concentration (MIC). To evaluate the cytotoxicity of cancer lineage of the oral cavity was used cell line CAL-27 and the Alamar blue assay. In the agar diffusion test, biflorin presented antimicrobial activity against all evaluated microorganisms. The greatest antimicrobial activity was observed in trials with Lactobacillus paracasei and lower in trials with Streptococcus salivarius. Whereas biflorin was active against all tested micro-organisms, it determined the minimum inhibitory concentration. In the microdilution test biflorin showed lower MIC against Streptococcus mutans (MIC = 0,70μg/mL) and Streptococcus salivarius (MIC 3,125 μg/mL). While the 2% chlorhexidine was effective in its lower dilution (0,015%) of all tested bacteria. In Alamar blue cytotoxicity assay, the IC50 value of biflorin on the CAL 27 in 72 hours was 3.69 (3.17 to 4.30μM/mL) and Doxorubicin (control) was 0.039 (0.036- 0.088 μM/mL).The results suggest that biflorin can be incorporated in dental applications and products for the treatment of cancers of the oral cavity, but it is necessary to continue the research in this area with this substance
Palavras-chave: Atividade antimicrobiana
Antimicrobial activity
Atividade citotóxica
Bactérias orais
Cytotoxicity
Oral bacteria
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Odontologia
Programa: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citação: MONTEIRO, Julie Marie Martins. Avaliação da atividade antimicrobiana e citotóxica da biflorina frente a micro-organismos orais e a uma linhagem de célula cancerígena da cavidade bucal. 2015. 60 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5015
Data de defesa: 29-Mai-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Julie Marie Martins Monteiro.pdfReprodução Total Autorizada973,01 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.