???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5049
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Extrusão de debris, desvio apical, capacidade de centralização e área de desgaste promovidos por instrumentos rotatórios e reciprocantes indicados para canais amplos
???metadata.dc.creator???: Costa, Elielton Lima 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Marques, André Augusto Franco
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo do presente trabalho foi avaliar o extravasamento apical de debris, desvio apical, capacidade de centralização e área de desgaste promovidos por sistemas de instrumentação rotatórios e reciprocante indicados para canais amplos. Foram selecionados 45 pré-molares inferiores com único canal e raiz e diâmetro apical maior que 300 μm. Com intuito de padronização das amostras fixou-se os espécimes em base de resina acrílica e posicionou-os em plataforma de isopor. Os espécimes foram submetidos a tomografia computadorizada antes e após a instrumentação para determinação do diâmetro anatômico e cirúrgico a fim de favorecer as mensurações do estudo. Durante a instrumentação os dentes foram fixados em frascos de vidro para a pesagem dos debris apicais. Os dentes selecionados foram distribuídos em três grupos (n=15) e instrumentados de acordo com as indicações dos respectivos fabricantes dos sistemas. Grupo I (Protaper Universal - PTU): todos os instrumentos, S1, S2, F1, F2, F3, F4 e F5, foram inseridos no comprimento de trabalho real com avanço progressivo e movimentos de vai e vem no interior dos canais. Grupo II (Protaper Next - PTN): instrumentos X1, X2, X3, X4, X5 foram inseridos no comprimento de trabalho real com avanço progressivo e movimentos de vai e vem no interior dos canais. Grupo III (Reciproc – R50): Reciproc R50 foi inserido progressivamente no canal, inseria-se e removia-se o instrumentos e limpava-o com gaze. Esse procedimento foi repetido até o alcance do comprimento de trabalho, em três avanços. Utilizou-se 1 mL de água bidestilada como solução irrigante a cada troca de instrumento. Os frascos de vidro contendo debris foram armazenados em estufa a 70 °C por 5 dias até a secagem completa da água. Determinou-se a quantidade de debris pelo cálculo da diferença dos pesos iniciais e finais dos frascos. As imagens tomográficas foram manipuladas no programa OsiriX a fim de se determinar o desvio apical, capacidade de centralização e área de desgaste. Os dados foram submetidos ao teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis e teste de Múltiplas Comparações de Dunn. Os resultados do extravasamento de debris mostraram que o grupo da PTN apresentou maior quantidade de extravasamento, com diferença estatisticamente significante (P<0.01) em relação aos outros grupos. Todas as técnicas apresentaram desvio apical nos 2°, 3° e 4° milímetros apicais, porém sem diferença estatística significante (P>0.05). Nenhuma técnica apresentou centralização perfeita (=1.0). O grupo da R50 apresentou maior área de desgaste, com diferença estatisticamente significante (P<0.05) em relação ao demais grupos. Com base na metodologia empregada e nos resultados obtidos, concluiu-se que o sistema PTN apresentou estatisticamente maior quantidade de extravasamento de debris quando comparado aos demais grupos. O grupo R50 apresentou maior área de desgaste que os grupos PTN e PTU com diferença estatística significativa. Todas as técnicas tiveram tendência a centralização e apresentaram desvio apical, porém sem diferenças estatísticas entre si.
Abstract: The aim of the study was to evaluate the extrusion of debris, apical transportation, centering ability and wear area further by Rotary and reciprocating instruments used in large root canals. Forty-five mandibular premolar with only single-rooted teeth and single canal and apical diameter largest that 300 μm. In order of the standardization the samples were fixed in acrylic resin and placed in styrofoam platform. Cone-beam computed tomography analysis was perfomed before and after instrumentation for apical third images acquisition for to appoint the anatomic and surgical diameter. The extruded debris during instrumentation was collected into pre-weighed Eppendorf tubes. The mandibular premolar teeth were randomly assigned to four groups. The root canals were prepared according to the manufacturers’ instructions. Group 1 (Protaper Universal - PTU): All PTU instruments were used to the full length of the canals according to the manufacturer’s instructions using a gentle in-and-out motion. The instrumentation sequence was S1, S2, F1, F2, F3, F4 and F5. Group 2 (Protaper Next - PTN): All PTN instruments were used to the full length of the canals according to the manufacturer’s instructions using a gentle in-and-out motion. The instrumentation sequence was X1, X2, X3, X4 and X5. Group 3 (Reciproc R50 – R50): Reciproc file was used in a reciprocating, slow in-and-out pecking motion according to the manufacturer’s instructions. The flutes of the instrument were cleaned after 3 in-and-outmovements (pecks). In each sample, a total of 1-mL distilled water was used as the irrigant solution between files. Before weighing the dry debris, the tubes were stored in na incubator at 70 °C for 5 days to evaporate the distilled water. The quantitative evaluation of apically extrued debris was analyzed by weight difference before and after instrumentation. Apical transportation, centering ability and wear area were analyzed for images of the cone-beam computed tomography worked in the software OsiriX. The values were statistically analyzed (Kruskal-Wallis, the Dunn multiple comparisons test). The results showed that the group PTN produced significantly more debris compared with both groups (P<0.01). All groups had apical transportation values in the 2°, 3° e 4° mm apical, with no significant difference among them (P>0.05). No technique had perfect centering abitity (=1.0). the group R50 showed largest wear area, with significant difference (P<0.05) compared with both groups. In conclusion, under the condition of this study, the group PTN produced more debris compared with both groups. The R50 intrumentation showed largest wear area that both Group PTN and PTU, with significant difference. All technique showed no had perfect centering abitity and showed apical transportation, no with significant difference between them.
Keywords: Extrusão de debris
Desvio apical
Diâmetro anatômico
Extrusion of debris
Apical transportation
Anatomic diameter
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIÊNCIAS DA SAÚDE: ODONTOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
???metadata.dc.publisher.initials???: UFAM
???metadata.dc.publisher.department???: Faculdade de Odontologia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: COSTA, Elielton Lima. Extrusão de debris, desvio apical, capacidade de centralização e área de desgaste promovidos por instrumentos rotatórios e reciprocantes indicados para canais amplos. 2016. 51 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5049
Issue Date: 9-Mar-2016
Appears in Collections:Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Elielton LIma Costa.pdfReprodução Total Autorizada1.41 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.